Pauta das 7

greve estava prevista para a proxima semana 1920596 article

Negociação entre rodoviários e empresários não avança e categoria pode entrar em greve

Foto: reprodução

A rodada de negociações entre o Sindicato dos Rodoviários e os empresários das empesas de ônibus terminou sem avanços. Segundo o vereador Tiago Ferreira, houve divergência entre os pontos de debate e não está descartada uma greve do transporte público em Salvador.

De acordo com Tiago, os empresários queriam que a categoria aceitasse as propostas de quatro pontos de pauta, como a contratação parcial de funcionários em escala de 30h (atualmente é de 25h), com “possibilidade de folga no domingo”, para, somente depois, entrar no debate das reivindicações financeiras.

A categoria exige a reposição da inflação e ganho real de 4% sobre os salários, reajuste de 10% em cima do ticket-alimentação, hoje em R$ 25, e vale-transporte com integração ao metrô. Atualmente, o cartão que os trabalhadores usam para se deslocar para o trabalho só permite acesso aos ônibus.

No começo da semana, os rodoviários realizaram uma manifestação na entrada da Estação da Lapa, que impactou a entrada dos coletivos no terminal. Além disso, a categoria atrasou a saída dos ônibus nas garagens nos dias 25 e 30 de abril. As ações fizeram com que a Prefeitura de Salvador entrasse na justiça e conseguisse que fosse estabelecida multa diária de R$ 20 mil, caso eles voltem a impedir a circulação nos terminais.

O vereador informou, ainda, que uma nova rodada de negociações deve acontecer na próxima quinta-feira (9). Até lá, a categoria pretende se reunir com outros sindicatos de rodoviários do estado, a exemplo do Sindimetro-BA, que abarca os trabalhadores da Região Metropolitana de Salvador, para “uniformizar o movimento” e “unificar a luta dos sindicatos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *