Pauta das 7

Veículos de serviço têm até fevereiro para solicitar credencial de trânsito no Carnaval

Foto: reprodução

Prestadores de serviço que irão atuar nos circuitos do Carnaval de Salvador de 2024 já podem solicitar as credenciais para Trânsito Livre, emitidas pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). O requerimento deve ser feito até 04 de fevereiro no site oficial da prefeitura.

Caso o pedido seja aceito, a credencial poderá ser retirada no posto de atendimento que vai funcionar a partir da próxima terça-feira (9) no Salvador Shopping, no Caminho das Árvores, até a data limite. O posto fica no primeiro piso, próximo ao Banco do Brasil, e segue o horário de funcionamento do centro comercial.

TRÂNSITO LIVRE 

O valor cobrado para o Trânsito Livre é de R$ 56,99 por veículo. Para fazer a retirada das credenciais é preciso apresentar o requerimento da(s) credencial(ais) (formulário enviado por e-mail ou impresso no site), contrato social (pessoa jurídica) ou identidade (pessoa física), CNPJ / CPF, comprovante de endereço, contrato de serviço detalhado (registrado e com reconhecimento de firma) e CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo atualizado.

Caso o responsável pela empresa não possa comparecer para retirada da credencial, este poderá designar um funcionário da empresa portando crachá, contrato de trabalho ou carteira de trabalho profissional. Caso o portador não tenha vínculo empregatício com a empresa, este deverá portar uma procuração simples registrada em cartório.

Para pessoa física: Caso o solicitante não possa comparecer para retirada da credencial, o portador deverá apresentar procuração simples registrada em cartório. Vale frisar que a opção de Trânsito Livre é exclusiva para quem exerce atividades de transporte e abastecimento na região de um dos três circuitos do carnaval: Barra/Ondina, Campo Grande e Pelourinho.

O Trânsito Livre é para uso exclusivo do veículo autorizado. A utilização indevida em outro veículo acarretará no confisco do referido documento, além das penas previstas em Lei.

IMPRENSA

Os profissionais de imprensa com veículos plotados devem fazer a solicitação do documento, mas não precisam pagar o preço público da credencial. Nesse caso é preciso anexar uma foto do veículo no requerimento.

Já os que não tiverem os veículos plotados, além de precisarem fazer a solicitação, devem pagar o preço público da credencial de Trânsito Livre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *